EXCURSÃO

Cáucaso (Azerbaijão, Geórgia e Armênia)

20 dias

saída: AGOSTO/2022

Nosso pacote inclui:
– 6 noites no Azerbaijão
– 6 noites na Geórgia
– 5 noites na Armênia
– acomodação em hotéis categorias: turística superior e primeira
– ônibus de turismo durante toda a viagem
– refeições conforme roteiro* / **
– todas as visitas descritas no programa já inclusas
– parte aérea em classe econômica promocional
– taxas de embarque e combustível já inclusas
– impostos de remessa de câmbio (quando aplicável)
– seguro viagem e bagagem
* não inclui bebidas
** da 1ª à última cidade do roteiro, não incluindo refeições em conexões e/ou escalas.
Obs: A ordem das visitas/cidades poderá ser alterada para melhor aproveitamento e/ou questões operacionais.
Armênia - Templo Garni
Armênia - Erevan

A quem já conhece a Rússia, o maior país do mundo em extensão territorial, sua história e trajetória, desde seu início lá pelo século X, em Kiev – atual Ucrânia – até seu desdobramento moderno em Moscou, passando por toda a história do socialismo, e enfim chegando à Comunidade dos Estados Independentes (CEI), certamente há um passeio que deve intrigar: o Cáucaso! Armênia, Geórgia e Azerbaijão. É verdade, a Georgia, com sua capital Tblissi, não faz mais parte da CEI… mas continua linda! Baku, à margem do Már Cáspio, e capital do Azerbaijão, é cidade considerada Patrimônio da Humanidade desde o ano 2000. E Yerevan, capital da Armênia, não ficará para trás em brilho. Mas cuidado, não veremos somente as capitais, conheceremos as entranhas desses 3 países em uma viagem espetacular de história, novidades e muita coisa linda a ver! Vamos embarcar nela juntos também?

LANÇAMENTO LIELU!

1º DIA – SÃO PAULO / BAKU

Hoje cada um se apresentará no aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos, onde o representante da Lielu Turismo estará auxiliando os passageiros no embarque com destino a Baku, no Azerbaijão, com escala a confirmar.

2º DIA – BAKU

Chegada a Baku e traslado de nosso grupo ao hotel.

3º DIA – BAKU

Café da manhã. Hoje conheceremos a cidade de Baku com um belo passeio à pé na parte antiga desta cidade que é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde o ano 2000. Conheceremos a Pista dos Mártires, um parque memorável que está situado no topo da serra da cidade, de onde se abre uma bela vista panorâmica. Durante o passeio vamos conhecer banhos antigos, caravançarais e mesquitas. Conhecermos também o Palácio de Shirvanshahs (século XV) e a Torre das donzelas (século XII) – Localizados na parte mais antiga de Baku, e cercado por uma muralha. O novo edifício do Museu do Tapete do Azerbaijão surpreenderá com sua vasta coleção de mais de 10.000 itens. Além de tapetes feitos entre os séculos XVII e XX, as jóias, peças de cerâmica e as obras antigas em metal também farão parte da exposição. Jantar em um restaurante local com show folclórico e danças tradicionais. Eba!

Baku

4º DIA – BAKU

Café da manhã. Dia reservado para atividades especiais planejadas pela Lielu. Jantar.

Baku

5º DIA – BAKU / GOBUSTÃO / BAKU

Café da manhã. Após o café da manhã viajaremos para a reserva Nacional do Gobustão, outro local que também integra o Patrimônio Mundial da UNESCO e que nos levará de volta aos anos dos primeiros seres humanos que habitaram nosso planeta. Gobustão preservou mais de 6.000 petróglifos (gravuras rupestres), que remontam entre 5.000 e 40.000 anos. Estas gravuras rupestres mostram cenas de caça, homens, animais, batalhas, danças rituais, corridas de touros, barcos com remadores, guerreiros com lanças nas mãos, caravanas de camelos, imagens do sol e das estrelas e muito mais.

Gobustão

Conheceremos também a Mesquita Bibi-Heybat, que é uma mesquita construída no século XIII e um dos santuários mais visitados de Baku. De seu pátio principal veremos um campo de petróleo onshore muito antigo da península de Absheron. Ainda teremos tempo para um passeio na zona do Boulevard em Baku. Almoço.

Bibi-Heybat

6º DIA – BAKU / ATESHGAH / FORTALEZA DE RAMANA / YANARDAG / BAKU

Café da manhã. Hoje viajaremos para a Península de Absheron para visitarmos Ateshgah, um antigo templo religioso de adoração de fogo, construído no século XVII. Muitos viajantes e historiadores estrangeiros descreveram esse lugar como a um castelo. É um dos lugares mais sagrados que os zoroastristas (adoradores de fogo) costumavam visitar, e ainda é um lugar de visitação. A seguir visitaremos a Fortaleza de Ramana, uma torre de 15m de altura no vilarejo de Ramana perto de Baku, datada do século XII. Considera-se que a torre foi construída para defesa e usada como castelo durante o reinado dos Shirvanshahs.

Ateshgah

Mais tarde conheceremos Yanardag – Traduzido da língua azerbaijana como “Montanha Ardente”. Yanardag é uma colina flamejante que, assim como Ateshgah, trata-se de outro ponto interessante a visitar. O fogo que ocorre naturalmente nunca se apaga, nem com neve, tão pouco com a chuva. Almoço.

Yanardag

7º DIA – BAKU / SHEMAKHA / MAUSOLÉU DIRIBABA / SHEKI

Café da manhã. Hoje vamos conhecer o oeste do país. Visitamos a cidade de Shemakha e os túmulos da família real Shirvan, datados do século XVIII. Do local teremos uma vista bonita da cidade.
Visitaremos também a Juma-Mesquita (Mesquita de sexta-feira) – situada na cidade de Shamakhi, a segunda mesquita mais antiga construída no Cáucaso (entre os anos 743 – 744). Devido a guerras e terremotos, o templo foi reconstruído diversas vezes.

Juma Mesquita

A seguir visitaremos o Mausoléu Diribaba (século XV), um santuário parcialmente construído e parcialmente esculpido em um enorme penhasco, localizado em Mereze. Visitaremos também o Caravançarai de Sheki (superior e inferior) que, no século XVIII, serviu como residência temporária para comerciantes que passavam por esta cidade que mantinha-se em uma das rotas da seda. Almoço.

Caravançarai de Sheki

8º DIA – SHEKI / LAGODEKHI / GREMI / LOPOTA

Café da manhã. Continuaremos nossa viagem seguindo para a fronteira com a Geórgia, o país do vinho. Conheceremos o complexo arquitetônico de Gremi (séculos XVI – XVII), construído em uma colina rochosa pelos reis de Kakheti, e capital da região durante 150 anos. Trata-se de um centro por onde passava a Rota da Seda. Após a invasão dos persos no século XVII só sobreviveram o palácio do rei e a igreja. Almoço e degustação de vinho em um restaurante local.

Gremi

9º DIA – LOPOTA / TSINANDALI / SIGHNAGHI / BODBE / TBILISI

Café da manhã. Após do café da manhã, seguiremos a conhecer a região leste do país, chamada Kakheti, a maior produtora de vinho do país. A técnica tradicional de produção de vinho georgiano foi declarada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO a partir de 2.013. Conhecermos a Casa-Museo de Tsinandali – uma casa da família nobre do escritor georgiano Alexandre Chavchavadze (século XIX). Ele foi tenente-general do exército russo e o primeiro enólogo/escritor georgiano. Sua casa apresenta a época Czarista na Geórgia.

Casa-Museu de Tsinandali

Visitaremos então a cidade de Sighnaghi, do século XVIII, cercada de uma estrutura defensiva composta por uma muralha com 23 torres que é o charme da cidade. Esta cidade foi habitada, sobretudo, por artesãos, comerciantes e viajantes de famosa Rota da Seda que passavam por ali. Também conheceremos um convento de freiras em Bodbe (séculos VII – XIX) onde está enterrada a evangelizadora da Geórgia, Sta. Nino. Além de ser um lugar muito amado pelos georgianos, do jardim do convento abre-se uma bela vista sobre o vale do Alazani, que veremos. Almoço.

Sighnaghi

10º DIA – TBILISI

Café da manhã. Hoje conheceremos Tbilisi, a capital da Geórgia desde o século V. Cidade multicultural desde seu início, encontraremos em suas ruelas estreitas e pátios tipicos, pessoas de variadas nacionalidades convivendo em harmonia. Tbilisi, por onde passava a Rota da Seda antes do tempo de Cristo, é hoje uma cidade moderna, com museus, teatros, galerias de arte, banhos sulfurosos, igrejas e escavações arqueológicas (a maior parte de nossas visitas será realizada caminhando pelo centro histórico). Conheceremos a Igreja Metekhi (dos séculos XII – XIII), a igreja de Nossa Senhora. Foi construída na época do rei Devetre Tavdadebuli (que era devoto). Apesar de ser danificada muitas vezes, a igreja manteve a sua aparência. Do terraço de Metekhi se abre-se uma linda vista panorâmica sobre a cidade antiga.

Tbilisi

Também conheceremos a Fortaleza Narikala (do século IV), que é a principal cidadela de Tbilisi. O nome da fortaleza, em língua Persa, significa “difícil de conquistar”. E assim foi chamada por causa das torres de proteção que têm altura de 25m.

Fortaleza Narikala

Visitaremos a Catedral de Sioni (séculos VI – XIX), e principal catedral durante muitos séculos, onde estão guardadas duas relíquias: a cruz de Santa Nino (evangelizadora da Geórgia) e o crânio de São Tomé. Visitaremos ainda o Museu Nacional de Tbilisi com sua exibição deslumbrante de fóceis encontrados no território da Geórgia, jóias de ouro e prata datados do IV milênio a.C.; além do Museu da Ocupação que conta a história mais recente da Geórgia. Almoço.

Catedral de Sioni

11º DIA – TBILISI

Café da manhã. Dia reservado para atividades especiais planejadas pela Lielu. Jantar.

TBILISI

12º DIA – TBILISI / MTSKHETA / UPLISTSIKHE / GUDAURI

Café da manhã. Hoje visitaremos a antiga capital e centro religioso da Geórgia medieval: Mtskheta. Uma das mais antigas cidades da Geórgia, foi habitada desde o segundo milênio a.C. e agora é considerada Património Mundial pela UNESCO, e um museu vivo com muitos monumentos arquitetônicos. Conheceremos a Igreja Jvari (dos séculos VI – VII), localizada em Mtskheta, que é uma das primeiras obras principais da Idade Média. A igreja está erguida no topo da montanha e na confluência de dois rios.

Mtskheta

A seguir visitaremos Svetitskhoveli (século XI) – Catedral em Mtskheta, que pode ser traduzido como “Pilar vivo” ou “Pilar que dá a vida”. A igreja principal da cidade onde, segundo a história, está guardada a túnica de Jesus.

Svetitskhoveli

Conheceremos ainda Uplistsikhe (primeiro milênio a.C), que foi o principal centro do paganismo do mundo. Na cidade há salas, cavernas, teatros, templos, altares, túneis, prisões secretas, farmácia, tudo esculpido em pedra por uma área de 4 hectares. No auge de sua prosperidade, a cidade chegou a ter população de 20.000 habitantes. E nos séculos IX – X, uma basílica com três naves foi adicionado ao complexo. Almoço.

Uplistsikhe

13º DIA – GUDAURI / STEPANTSMINDA / ANANURI / TBILISI

Café da manhã. Continuaremos nossa viagem pisando no Grande Cáucaso, mais precisamente em uma cidadezinha chamada Stepantsminda, também conhecida como Kazbegui, onde trocamos o veículo por carros com tração 4×4 para subirmos uma montanha de 2.200m de altura. Ali conheceremos a Igreja da Santíssima Trindade de Guergeti, construída em um vale chamado Khevi, entre os séculos XIII e XIV.

Kazbegui

Do topo da montanha teremos a vista sobre o monte Mkinvartsveri ou Kazbegui que está a uma altitude de 5.047m. Esse monte Mkinvartsveri é o terceiro pico mais alto no Cáucaso da Geórgia. Nativos chamados Khevi costumam nominar esta montanha de “a noiva de Khevi” por estar sempre coberta de neve.

Kazbegui

Visitaremos também o complexo arquitetônico de Ananuri, um ponto estratégico do período medieval. Localizado ao lado do açude de Jinvali, inclui uma fortaleza, duas igrejas e uma antiga torre de vigia. Ali conheceremos uma casa de feltro, onde compreenderemos melhor a técnica tradicional utilizada nas montanhas, utilizadas até hoje, para fazer artefato de feltro, tais como: roupas, quadros, bonecas e até joias. Almoço.

Mtskheta

14º DIA – TBILISI / SADAKHLO / DILIJAN / SEVAN / EREVAN

Café da manhã. Hoje cruzaremos a fronteira para a Armênia e seguiremos para Dilijan, também conhecida como ‘’Suíça Armênia‘’ por sua vegetação exuberante, ricas florestas e paisagens de tirar o fôlego. Nós visitaremos a parte antiga da cidade.

Dilijan

A seguir partiremos para região Lori, onde visitaremos o mosteiro medieval Haghpat (UNESCO).

Mosteiro Haghpat

Conheceremos o lago Sevan, segundo maior lago alpino do mundo, que está situado a 1.900m acima do nível do mar e visitaremos a península, enquanto caminhamos até o mosteiro do século IX Sevanavanq. Ao final do dia dirigimos para a capital da Armênia, Erevan. Jantar de boas-vindas à Armênia.

Lago Sevan

15º DIA – EREVAN

Café da manhã. Hoje passearemos pelo belo centro da capital, que é uma mistura de velho e novo. Visitaremos as principais atrações da capital, tais como: a Praça da República, o Cascade, rua de Abovyan e etc. Após o almoço, visitaremos Tsitsernakaberd (fortaleza das andorinhas), um monumento dedicado às vítimas do genocídio armênio de 1.915. Visitaremos ainda o Museu do Genocídio e Matenadaran, um instituto científico e museu de manuscritos antigos, que preservou os tesouros da ciência Armênia e manuscritos valiosos desde o século V, contendo cerca de 14.000 manuscritos antigos, o que constitui a maior coleção do mundo. Almoço.

Erevan

16º DIA – EREVAN

Café da manhã. Dia reservado para atividades especiais planejadas pela Lielu. Jantar.

17º DIA – EREVAN / KHOR VIRAP / ZVARTNOTS / ECHMIADZIN / EREVAN

Café da manhã. A primeira visita de nosso dia será o mosteiro de Khor Virap, onde se abrirá uma vista magnífica do bíblico Monte Ararat. O mosteiro foi o berço do cristianismo armênio e é o local onde o primeiro católico, Gregório, o Iluminador, foi preso por 13 anos em um poço profundo antes de batizar o rei e as pessoas.

Mosteiro Khor Virap

Visitaremos a igreja principal de todos os armênios e mais um exemplo da arquitetura religiosa: as ruínas de catedral de Zvartnots, também Partimônio Mundial da UNESCO.

Zvartnots

Também visitaremos Echmiadzin, o centro espiritual de todos os armênios e a residência da primeira igreja cristã do mundo (303), onde entraremos em contato com os primeiros anos da história cristã armênia, outro Patrimônio Mundial da UNESCO. Voltaremos para Erevan e visitaremos a fábrica do famoso Brandy armênio, onde faremos degustação. Almoço.

Echmiadzin

18º DIA – EREVAN / GARNI / GEGHARD / EREVAN

Café da manhã. Visitaremos a casa de uma família armênia rural e participaremos do processo de preparação do “lavash” (pão armênio tradicional). A seguir conheceremos o templo Pagão Garni, Patrimônio Mundial da UNESCO e o único templo pagão preservado no território da antiga União Soviética (século I d.C). Ali veremos um banho de estilo romano e um concerto impressionante de instrumento nacional armênio: o Duduk. Na sequência, seguiremos para o Mosteiro Geghard (séculos VII – XII) – parcialmente escavado na rocha. O complexo do mosteiro foi fundado no século IV, por Gregório, o Iluminador, numa caverna onde se situava uma fonte sagrada e é considerdo Patrimônio Mundial da Unesco. Almoço.

Geghard

19º DIA – EREVAN / SÃO PAULO

Café da manhã (se o horário do vôo permitir). Em horário oportuno, seguiremos ao aeroporto para embarque com destino a São Paulo, com escala a confirmar.

20º DIA – SÃO PAULO

Chegada ao aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos, e fim de nossos serviços.

Preço por pessoa:
Duplo:
Individual:
US$ 6.900
US$ 8.450
Taxas já inclusas.
Nossos preços são completos!
Confira nosso
parcelamento sem juros
Kit de Inscrição
Cond. de pagamento
Roteiro em PDF